Roteiro de observação de aves – 9 dias

A observação de aves é o passeio de ecoturismo que tem como objetivo observar as aves em seu habitat natural, sem interferir no seu comportamento ou no seu ambiente. Tal roteiro constitui uma forma legítima de exploração ecoturística das áreas naturais, visto ser uma prática de baixo impacto. Desconto para pagamento à vista.

Descrição

A região mais ao sul do Estado do Maranhão abriga uma beleza fora do comum, cenário onde é possível o visitante se deslumbrar com as fantásticas Chapadas de arenito em suas diversas formações, rios de águas cristalinas ou em um tom azul esmeralda, além da rica diversidade e ecossistemas que se juntam formando um mosaico ecológico composto de Cerrados, Caatingas, floresta amazônica e mata atlântica.

O clima do município de Carolina é o Tropical com duas estações bem distintas: uma seca e outra chuvosa. A maioria das áreas do município é considerada plana com leves acentuações, possui também áreas com declives elevados. O solo é arenoso e argiloso. Dispõe ainda de alguns cânions, cavernas e formações rochosas (Platôs – bloco de rocha arenítica) que lembram esculturas. O pico mais alto do município é o Morro do Chapéu (365 metros).

A rede hidrográfica do município é bastante rica, formada por rios perenes e temporários. Os rios pertencem a duas bacias hidrográficas: Tocantins e Paranaíba. Riachão localiza-se próximo a Carolina e juntos compõem a região da Chapada das estando a uma altitude de 383 metros. Sua população é de 21.672 habitantes, segundo estimativa do IBGE em 2009. Possui uma área de 6154,84 km².

Tem diversos locais turísticos, como a cachoeira do Cocal, onde há um poço azul com águas cristalinas. Também tem o Balneário Frutuoso, lugar que tem piscinas naturais e restaurantes, com quadras de vôlei e futebol. É visitada principalmente em julho, quando turistas vão conhecer a Chapada das Mesas (Riachão/Carolina) e suas belezas naturais.

Para quem gosta de ver passarinhos este será um resumo dos locais visitados e pontos de interesse da região:

Santuário Ecológico Pedra Caída

Pássaros Chave: Soldadinho, gaturamo-verdadeiro, sanhaçu-de-fogo sanhaçu-cinzento, baiano, ariramba-preta, beija-flor-tesoura e pica-pau-ocrácio. O Local é uma ótima opção ao passarinheiro, pois possui uma diversidade de trilhas e locais bem estruturados para observação de aves, passarelas que possibilitam ao passarinheiro ficar próximo a copa das árvores e acesso a uma das tantas mesetas da Chapada com um teleférico, além de estrutura de apoio como bar, restaurante e chalés. Dentro dos cânions da Cachoeira do Santuário existe uma diversidade de aves, assim como nas áreas abertas, dando destaque ao Soldadinho (Antilophia galeata), gaturamo-verdadeiro (Euphonia violácea), sanhaçu-de-fogo (Piranga flava), sanhaçu-cinzento (Tangara sayaca), baiano, ariramba-preta (Brachygalba lugubris), beija-flor-tesoura (Eupetomena macroura) e pica-pau-ocrácio (Celeus ochraceus). Há uma grande diversidade a ser explorada no local, pois há áreas de matas, florestas de galeria e cerrado, o que vem a compor uma grande diversidade de avifauna.

Trilha do Mirante da Chapada

Pássaros Chave: urubu-rei, tucano-de-bico-preto, gralha-cancã, choca-do-planalto, araponga-do-nordeste. Rodando pouco mais de 25 km a partir do centro da cidade, fica localizado o Mirante da Chapada das Mesas. O parque explora o turismo contemplativo e abriga uma enorme serra com quase 14 mil metros lineares de extensão, e altitudes que variam de 309 a 420 metros de altura. Lá o turista se depara com as mais belas paisagens do sul do Maranhão vendo os horizontes mais verdes do Brasil. Além disso possui áreas com bosques fechados, pequenas veredas d´agua que fazem com que o local abrigue uma boa diversidade de aves. Logo no início da manhã ainda na estrada de acesso avistamos bacurau-tesoura quando o dia nem havia raiado. O ponto alto aqui foi no final da trilha, onde há um bosque de mata, neste ponto a diversidade foi enorme, caminhando pela trilha vendo de um lado a borda do bosque e do outro o vale foi possível avistar urubu-rei (Sarcoramphus papa), gavião-tesoura (Elanoides forficatus), ao longe um casal de fogo-apagou (Columbina squammata), alguns bandos de alma-de-gato (piaya cayana), beija-flor-vermelho (chrysolampis mosquitus), urubuzinho (chelidoptera tenebrosa), tucano-de-bico-preto (ramphastus vitellinus), picapauzinho-anão (veniliornis passerinus), choca-do-planalto (thamnophilus pelzeni), arapaçu-de-bico-branco (dendroplex picus), em vários momentos bandos de gralha-cancã (cyanocorax cyanopogon), japu (psarocolius decumanus), escutei por toda trilha o som da araponga-do-nordeste (procnias averano) mas não consegui avistar, pois sempre se manteve distante e as pipira-vermelhas (ramphocelus carbo).

Vereda Bonita

Pássaros Chave: araponga-do-nordeste, jandaia-verdadeira, periquito-rei, ariramba-preta, inhambu-preto, arapaçu-de-bico-branco, garça-real e pica-pau-amarelo. As trilhas foram desenvolvidas para os visitantes que vão desfrutar da prática de caminhada rústica, dos banhos em piscinas naturais e cachoeiras de águas cristalinas, e que possam também despertar a consciência ecológica nos visitantes. Ha três opções de trilhas: Trilha vermelha 8.5 Km, Trilha amarela de 5.5Km e a Trilha azul 4.5Km. Além deste propósito o local tem um enorme potencial para observação de aves, possui uma riqueza ímpar, já que o ambiente é composto por trilhas no cerrado, áreas de floresta e um rio sensacional, onde diversas aves se refugiam no local. Em experiencias vividas no local tanto no período matutino quanto vespertino, as aves deram um show. Foi o primeiro local da região que escutei a jandaia-verdadeira (Aratinga jandaya), um bando de aproximadamente 8 casais, no lago que se forma consegui ver ainda que distante dois indivíduos, e como o local possui muitos tocos, elas por ali fazem seu ninho. Me chamou muito a atenção a quantidade de pica-pau-amarelo (Celeus flavus) que possui o local e como eles estavam reagindo rápido ao playback, ariramba-preta (Brachygalba lugubris), sabiá-barranco (turdus leucomelas), garça-real  (Pilherodius pileatus), martim-pescador-verde (Chloroceryle amazona), arapaçu-de-bico-branco (Dendroplex picus) e alguns periquitos-rei (Eupsittula aurea). Algumas guaracava-de-topete-uniforme (Elaenia cristata), maria-cavaleira (Myiarchus ferox), saira-de-chapeu-preto (Nemosia pileata) e ferreirinho-relógio (Todirostrum cinereum) responderam bem ao playback com a caburé (Glaucidium brasilianum), assim como alguns beija-flores. Em todo o momento escutávamos o inhambu-preto (Crypturellus cinereus), ele respondia bem ao playback, mas não se aproximava de maneira alguma, bem típico desses bichos.

Nas Trilhas da Vereda Bonita o visitante ajuda a recuperação das matas ciliares plantando uma muda com suas próprias mãos, e recebe uma explicação sobre a importância da preservação das APP (Área de preservação permanente) Chapada das Mesas Carolina – MA. Muito interessante o conceito e a vocação para observação de aves e história natural.

Parque Nacional da Chapada das Mesas, Cachoeiras da Prata e São Romão

Pássaros Chave: soldadinho, seriema, taperuçu-do-velho; choca-do-planalto, periquito-rei, ariramba-preta e japu; As joias do Parque Nacional Chapada das Mesas são esses dois atrativos, local realmente fantástico e ganha destaque pelo potencial que tem para observação de aves, durante o trajeto até o local o observador tem que estar atento a estrada, pois é muito grande a possibilidade de encontrar seriemas (cariama cristata) e outras aves, portanto, vale a pena prestar a atenção. O deslocamento tem que ser feito em veiculo 4x4, primeiramente são 30 km asfalto e mais 31 km até o Rio Farinha que faz divisa natural dos municípios de Carolina e Estreito. Primeira parada obrigatória é a observação neste local e suas matas ciliares. Se deslocando mais um pouco se chega a Cachoeira da Prata que possui três quedas d´agua, aqui há chance de encontrar alguns taperuçu-do-velho (cypseloides senex) fazendo ninho nas paredes das cachoeiras, além de alguns bico-de-brasa (monasa nigrifrons), arapaçu-verde (Sittasomus griseicapillus) e mais uma vez o canto da araponga-nordeste (Procnias averano).
Saindo da cachoeira do Prata é feito um deslocamento até a Cachoeira do são Romão, neste local há uma infraestrutura de apoio, onde pode se provar um bom almoço regional e tentar mais alguma passarinhada nas matas locais, com grandes chances de encontrar a rendeira (Procnias averano), soldadinho (Antilophia galeata), gralha-cancã (Cyanocorax cyanopogon), japu( Psarocolius decumanus), xexeú (caciqus cela), sanhaçu-de-fogo (Piranga flava) entre outros. Saindo deste local um breve deslocamento até o Rio Corrente, aqui a especialidade são os pica-paus e uma boa diversidade de chocas e formigueiros nas matas de galeria e adjacências. Vale a pena repetir mais um dia nesses atrativos para explorar bem as aves do local.

Santuário Ecológico Torre da Lua

Pássaros Chave: rendeira, jandaia-verdadeira, urubu-rei, arapaçu-de-bico-branco, joão-corta-pau, corujinha-do-mato, rapazinho-carijó e gaturamo-verdadeiro; Serra Torre da Lua, seu ponto culminante a 550 m de altitude e uma extensão conforme registro paroquial de duas léguas da nascente para o poente. Constitui hoje um verdadeiro refúgio para animais silvestres em seus extensos campos, cerrados, matas de galeria, encostas íngremes, com diversas nascentes de rios perenes como a Lajinha, Bacaba, Suçuarana, Lontrinha, Matrinchã, Solta, Mamoneira e Landi. Aqui vale o destaque para trilha no igarapé Matrinchã, a riqueza de aves neste local é sem dúvida impar e merece atenção e melhor investigação, muitos pipridios, e beija-flores abitam os bosques desse local.
A serra da torre da lua fica localizada no município de Filadélfia (TO), a margem direita do rio Tocantins, divisa com Carolina (MA), compões a área de amortecimento do monumento natural das arvores fossilizadas do Tocantins e compõem o mosaico geomorfológico da Chapada das Mesas. O local é ideal para trilhas interpretativas, escalaminhadas, banhos e para apreciadores da avifauna. Neste local foi muito interessante poder observar bem de perto as jandaias-verdadeiras (aratinga jandaya), jacupemba (Penelope superciliaris), perdiz (Rhynchotus rufescens), águia-pescadora (Pandion haliaetus), jaçanã (jacana jacana), anu-branco( guira guira), vários caburés, beija-flor-de-bico-virado (Avocettula recurvirostris), rapazinho-carijó(Bucco tamatiá), ariramba-preta ((Brachygalba lugubris),
araçari-de-bico-branco(Pteroglossus aracari), vários urubu-reis (Sarcoramphus papa), pica-pau-verde-barrado (Colaptes melanochloros), arapaçu-de-bico-branco (Dendroplex picus), arapaçu-verde (Sittasomus griseicapillus), papa-formiga-pardo (Formicivora grisea), risadinha (Camptostoma obsoletum), alegrinho (Serpophaga subcristata), fim-fim (Euphonia chlorotica), gaturamo-verdadeiro (Euphonia violácea) e rendeira (Procnias averano). Muito proveitosa a passarinhada no local.

Trilha da Calcário
Pássaros Chave: sanhaçu-do-coqueiro, maria-cavaleira, caburé, beija-flor-de-garganta-verde; curió, corruíra, corujinha-do-mato, rapazinho-carijó e gaturamo-verdadeiro;
Localizado a aproximadamente 20km do centro de Riachão o local tem uma excelente vocação para as aves de cerradão e caatinga, antigamente o local era usado para extração de calcário, no local onde foram cavados os poços de extração hoje estão cheios d´agua, formando lagoas que amenizam a vida de diversos animais, em especial da avifauna que está ali presente. Bichos estão sempre ativos no local e basta o observador tocar o playback com a caburé para ficar abismado com o tanto de bichos que aparecem.

Cachoeira da Aldeia e Recanto das Araras
Pássaros Chave: sanhaçu-do-coqueiro, periquito-rei, arara-vermelha-grande, pica-pau-do-cambo, inhampim, choca-vermelha, carrapateiro, gavião-tesoura, bacurau,
anu-branco, xexéu, siriema. A cachoeira da Aldeia fica a 15 km de Riachão no sentido Carolina após matadouro público de Riachão e parque de vaquejada Juliane. O local possui uma boa infraestrutura de apoio ao turista, além disso o que prevalece nesse ambiente é muito mais uma savana com bosques e capoeiras de mata do que a predominante caatinga da região, aqui a diversidade de aves já é um tanto quanto diferente de outros locais, dando destaques aos grandes bandos de psitacídeos, além deles, Inhapim(Icterus cayanensis), e xexéu (cacicus cela) são a maioria.
Percorrendo estradas secundárias da região no intuito de acessar o Recanto das Araras (Borda de uma meseta de arenito) pode se observar diversas espécies distinta, mais uma vez pudemos ver as seriemas(Cariama cristata), gavião-tesoura (Elanoides forficatus), corujas-buraqueiras (Athene cunicularia), sanhaçu-de-fogo (Piranga flava) e algumas perdizes (Rhynchotus rufescens). Além disso há alguns bosques repletos de formigueiro e chocas no caminho. Vale muito a pena ficar um tempo nesses locais e chegar no final do dia no Recantos das Araras, que como diz o nome é dormitório para arara-vermelha(Ara chloropterus), periquito-rei(Eupsittula aurea), maracanã-do-buriti (Orthopsittaca manilatus) entre outras aves como urubu-rei e urubu-da-mata. E o retorno no período noturno é excelente para avistar bacurau-tesoura(Hydropsalis torquata) e joão-corta-pau (Antrostomus rufus), além de algumas corujinhas-do-mato (Megascops choliba).

Poço Azul, Encanto Azul e Igarapé do Cocal
Pássaros Chave: beija-flor-tesoura, udu-de-coroa-azul, surucuá-de-barriga-vermelha, tucano-de-bico-preto, araponga-do-nordeste, gralha-cancã, pica-pau-ocráceo
Do alto parece um poço perdido no meio da mata, mas chegando perto se descobre que é muito mais do que isso. Água pura da nascente jorrando pelas pedras e, de tão transparente, revela tudo o que fica abaixo da superfície. Esse paraíso tem o nome à altura de sua beleza: Encanto Azul. Quem se aventura ganha uma hidromassagem natural. Bem perto do local, mais um poço. Também azul e transparente. É um lugar praticamente virgem, preservado. Poço Azul, Encanto azul. São apenas parte das belas surpresas guardadas na Chapada das Mesas. Dentro dos cânions destes locais e matas no entorno a passarinhada rende muito, logo de cara avistamos um casal de beija-flor-tesoura(Eupetomena macroura), caminhamos mais um pouco e inúmeros udu-de-coroa-azul (Momotus momota) a menos de 4 metros de distância, chamando algumas vocalizações foi possível observar o surucuá-de-barriga-vermelha (Trogon curucui), tucano-de-bico-preto (Ramphastos vitellinus) e outros mais, a vantagens desses locais e trilhas é que possuem uma excelente estrutura de escadarias que colocam o observador direto em contato com as aves de copa, além disso possui excelente infraestrutura, sendo interessante ao observador fazer um pernoite e desfrutar mais da região. Sendo possível ir para verdadeiras matas e trilhas acessíveis, mas, pouco exploradas, local onde conseguimos pela primeira vez avistar e com muita facilidade a araponga-do-nordeste (Procnias averano). Além disso diversos bandos de
gralha-cancã(Cyanocorax cyanopogon) circulam pelas arvores do local. Outra surpresa agradável foi ver o pica-pau-ocráceo (Celeus ochraceus) na altura da vista a menos de 5 m de distância e soldadinhos (Antilophia galeata) fazendo display.

1º dia – Chegada em Imperatriz e deslocamento a Carolina; Observação no Santuário Ecológico Pedra Caída;
2º dia – Observação na Vereda Bonita;
3º dia – Observação no Mirante da Chapada durante a manhã e tarde Vereda Bonita;
4º dia – Observação no Parque Nacional da Chapada das Mesas, Cachoeira da Prata e São Romão;
5º dia – Observação na Torre da Lua e Igarapé Matrinchã;
6º dia – Deslocamento para Riachão e observação na Trilha do Calcário;
7º dia – Observação na Cachoeira da Aldeia e Recanto das Araras;
8º dia – Observação no Poço Azul;
9º dia – Observação no Encanto Azul e matas do Igarapé do Cocal. Fim do dia deslocamento a Imperatriz.

 

Deseja maiores informações?

Chat Online – Acesse nosso Chat Online que funciona das 8h às 12h e das 14h às 18h. Exceto aos domingos.
Whatsapp: Você ainda poderá entrar em contato pelo whats app (99)98169-5190/99155-3003.

Telefone: (99)3531-2166

Email: Funciona 24h. Todos os dias da semana. Solicite seu orçamento, através dos e-mails: contato@torredalua.com.br / gerencia@torredalua.com.br.

Ainda está com dúvidas ? Mande uma mensagem para nós !

 

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Apenas clientes logados que compraram este produto podem deixar uma avaliação.

Atendimento On-line