O MAIOR EVENTO DE MOUNTAIN BIKE DAS CHAPADAS BRASILEIRAS

As cidades de Carolina, no Maranhão, e Filadélfia, no Tocantins, separadas pelo majestoso rio Tocantins, receberam ciclistas de mais de 30 cidades e 9 estados do Brasil. Lá foi realizado, nos dias 20 e 21 de abril de 2018, o ECOBIKE CHAPADA DAS MESAS-2018, o “maior evento de mountain bike das chapadas brasileiras”, onde 300 ciclistas percorreram 61 quilómetros desafiadores em meio a paisagem cinematográfica que lá existe. Pedal com terrenos diversos, e paisagens deslumbrantes, onde os biomas cerrado, caatinga e amazônia se misturam, sendo possível se contemplar espécies da flora e da fauna da região.
A abertura do evento foi realizada dia 20 de abril, na Câmara Municipal de Carolina, com a presença de autoridades locais, onde aconteceu uma reunião técnica e a distribuição do kit do participante. O pelotão de ciclistas saiu às 7 horas do dia 21, seguindo para a margem do rio Tocantins para atravessar uma balsa (tipo ferryboat), chegando entre 13 e 17 horas na praia do mesmo rio na cidade de Filadélfia, conforme a estratégia escolhida, onde um delicioso e diversificado almoço com comidas regionais os esperavam.
Pedalaram entre os paredões da chapada, atravessando pequenos rios, cortando “single tracks” de mata fechada, tudo completamente preservado. A altimetria de mais de 900 metros proporcionou subidas desafiadoras e descidas emocionantes, e muitas, mais muitas oportunidades de fotos inesquecíveis.

Os organizadores, Cinthia, Agnaldo e Mauro, preparam tudo com muito capricho e segurança. Vários grupos de pedal, vindos de vários cantos do Brasil, animaram o evento, e curtiram muito a generosa natureza. O evento contou com a participação de duas crianças que conseguiram completar o percurso, sendo que um deles, o Armandinho, portador de deficiência física, “mandou bem” e deu exemplo para muitos ciclistas de carteirinha. A diversão foi garantida. Alguns ciclistas aproveitaram para fazer o percurso em tempo recorde, abrindo mão das paisagens, paradas estratégicas para fotos e banhos. Outros não perderam nenhuma oportunidade de fotografar e filmar o percurso, pedalando entre os paredões das “mesas” do complexo Refúgio Ecológico Torre da Lua, ou em fila indiana em mata fechada, ao lado de olhos-d’água que brotam no pé da serra.

Para o conforto de alguns ciclistas que não conseguiram completar o percurso, a organização proporcionou 4 camionetes 4×4, dois caminhões furgão e um ônibus de apoio, carinhosamente chamado de “cata-osso” pelos participantes e organizadores.

No meio da trilha foi servido um saboroso lanche, com variadas opções de sucos, agua de coco e carboidratos, ao som de uma banda de forró “pé-de-serra”, típica musica nordestina.

Os 28 quilómetros finais foram de superação para aqueles que tentavam completar o percurso. Chegando na praia de Filadélfia, foram recebidos por um DJ que animou a festa enquanto os ciclistas se deliciavam com o almoço. A organização do evento, em parceria com as prefeituras locais, realizou, à noite, uma feira de comidas típicas e de artesanato em uma das praças de Carolina, onde sorteou vários brindes e fez a entrega das medalhas de participação aos ciclistas.

Atendimento On-line